ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Espectroscopia de ressonância magnética do cérebro: uma revisão de princípios físicos e métodos técnicos

Espectroscopia de ressonância magnética do cérebro: uma revisão de princípios físicos e métodos técnicos



A espectroscopia de ressonância magnética (MRS) fornece informações exclusivas sobre os substratos neurobiológicos da função cerebral na saúde e na doença. Entretanto, muitos dos princípios físicos subjacentes à MRS são distintos daqueles subjacentes à ressonânciamagnética, e podem não ser amplamente compreendidos pelos neurocientistas novatos nessa metodologia. Esta revisão descreve esses princípios físicos e muitos dos métodos técnicos em uso atual para experimentos de MRS. Uma melhor compreensão desses princípios e métodos pode ajudar os pesquisadores a selecionar sequências de pulsos e métodos de quantificação mais adequados aos objetivos de seu programa de pesquisa e evitar armadilhas que possam dificultar novos pesquisadores nesse campo.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26200810

VEJA TAMBÉM:

  • Ressonância magnética e espectroscopia do sistema cardiovascular murino
  • Revisão do Journal of Cardiovascular Magnetic Resonance (JCMR) 2015-2016 e transição do escritório do JCMR para Boston


  • Texto Original



    Magnetic resonance spectroscopy (MRS) provides unique information about the neurobiological substrates of brain function in health and disease. However, many of the physical principles underlying MRS are distinct from those underlying magnetic resonance imaging, and they may not be widely understood by neuroscientists new to this methodology. This review describes these physical principles and many of the technical methods in current use for MRS experiments. A better understanding these principles and methods may help investigators select pulse sequences and quantification methods best suited to the aims of their research program and avoid pitfalls that can hamper new investigators in this field.

    VEJA TAMBÉM:

  • Os níveis de esteróides de soro materno estão relacionados ao sexo fetal: um estudo em gestações gemelares.
  • No primeiro trimestre avaliação da placenta e função da previsão de pré-eclâmpsia e restrição de crescimento intra-uterino.